STF dará a palavra final sobre vacinação obrigatória.

Sobre a covid-19, o presidente Bolsonaro já afirmou que a vacina não será obrigatória "e ponto final".


Nos últimos dias, Bolsonaro afirmou que a vacina contra a covid-19 não será obrigatória. Em oportunidades diferentes, o presidente explicou que cabe ao ministério da Saúde a orientação da compulsoriedade da vacina: "o meu ministro da Saúde já disse claramente que não será obrigatória esta vacina e ponto final".


Ontem, durante uma cerimônia acerca dos resultados de estudo clínico sobre a covid-19, Bolsonaro afirmou que quem defende a vacinação obrigatória "pode estar pensando tudo, menos na saúde ou na vida do próximo". O governador de SP, João Doria, afirmou recentemente que a vacina será obrigatória no Estado paulista.


Assista às declarações do presidente:

Vacina: obrigatória ou não?


Em 6 de fevereiro deste ano, Bolsonaro sancionou a lei 13.979/20, que dispõe sobre as medidas para enfrentamento da covid-19. Dentre elas, está a possibilidade da:


"Art. 3º III - determinação de realização compulsória de

d) vacinação e outras medidas profiláticas"


Em suas redes sociais, o presidente ressaltou o verbo "poderão", com relação à possibilidade da vacina obrigatória.