Justiça manda SUS fornecer remédio para tratamento de asma grave

Juiz de SP confirmou a tutela de urgência concedida em dezembro.


No último dia 22, o juiz de Direito Tiago Henriques Papaterra Limongi, de SP, confirmou a tutela de urgência concedida em dezembro e determinou que a Fazenda Pública do Estado forneça o medicamento de alto custo Dupixent (dupilumabe) 300mg a paciente com asma grave.

Segundo os autos do processo, a autora da ação é portadora de pansinusopatia de difícil controle associada à asma grave e polipose nasal. Ela informa que seu quadro é grave, porém controlável.

A paciente destacou que foi indicado para o seu tratamento a utilização do fármaco em questão, mas que a solicitação por via administrativa foi negada.


Em caráter de urgência, o juiz considerou que a autora apresentou relatório e informes médicos idôneos, subscritos por profissional devidamente habilitado, acerca da necessidade de tratamento.


"Ressalto que o fato de os insumos solicitados não constarem do protocolo estabelecido pela rede pública de saúde não exonera o Poder Público da obrigação de fornecimento, porque o serviço médico não é monopólio estatal, razão pela qual havendo prescrição médica idônea por profissional devidamente habilitado para o exercício da profissão, esta deve ser atendida, não cabendo ao Judiciário, tampouco ao Poder Executivo questionar a viabilidade do tratamento sugerido."


Sendo assim, deferiu a liminar e determinou que a ré providencie todo o necessário para o fornecimento do remédio à autora, pelo prazo de três anos. No mérito a decisão foi mantida.

Os advogados Fernanda Giorno e Rodrigo Lopes (Lopes & Giorno Advogados) patrocinam a causa.

O caso corre sob segredo de justiça.


Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 31/3/2021 10:12


Fonte: https://www.migalhas.com.br/quentes/342749/justica-manda-sus-fornecer-remedio-para-tratamento-de-asma-grave

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Segunda a sexta das 8h às 18h.

Sábados das 8h às 12h.

Copyright 2021 GMEP - Garzoni Advogados Associados | Todos os direitos reservados